Compatibilidade entre exigências do mercado industrial e desempenho dos alunos de administração

Autores

  • Leonardo Stephanin Faculdade Cenecista de Capivari
  • Jean Felipe Camillo Faculdade Cenecista de Capivari
  • Leila Cabana Faculdade Cenecista de Capivari

DOI:

https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.3.40

Palavras-chave:

gestão de pessoas, perfil profissional, pesquisa quantitativa, qualificação profissional

Resumo

Este estudo teve como objetivo analisar divergências e convergências entre a aprendizagem dos alunos concluintes do curso superior de Administração de uma faculdade privada localizada em Capivari, São Paulo, e as exigências do mercado industrial da cidade. A pesquisa foi desenvolvida em duas etapas, sendo a primeira, uma pesquisa de campo de natureza quantitativa por meio de questionário estruturado com 27 perguntas fechadas e três perguntas abertas, respondido por 13 indústrias, com o intuito de entender as exigências voltadas ao administrador. Posteriormente, foi elaborado um questionário semiestruturado com 35 perguntas fechadas e uma pergunta aberta, respondido por 24 alunos do último ano de Administração a fim de diagnosticar o desempenho em relação aos conteúdos ministrados em sala e indagados às empresas. Na segunda etapa, por meio de entrevista com o diretor da faculdade estudada, foi diagnosticado o posicionamento da instituição diante do curso e do mercado. Os resultados revelaram que há significativa divergência entre os dois âmbitos, porém temas como as estratégias do mix de marketing e a ferramenta “Customer Relationship Management” [CRM] se destacaram positivamente tanto nas exigências das indústrias quanto no desempenho dos alunos. Do mesmo modo, a ferramenta “Material Requirement Planning” [MRP] e os métodos da localização industrial se sobressaíram em aspecto negativo e também se repetindo nas duas visões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Assaf Neto, A. 2008. Finanças corporativas e valor. 3ed. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Ballou, R.H. 1993. Logística empresarial: transportes, administração de materiais e distribuição física. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Brasil. 2005. Lei Resolução nº 4 de 13 de Julho de 2005. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Administração, bacharelado, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 19 de Julho de 2005, Seção 1, p. 26. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces004_05.pdf>. Acesso em: 25 jul. 2016.

Carvalho, C. 2014. Qual o perfil ideal para um bom administrador? Administradores. Disponível em: <http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/qual-o-perfil-ideal-para-um-bom-administrador/79388/> Acesso em: 05 maio 2016.

Chiavenato, I. 2000. Introdução à teoria geral de administração: edição Compacta. 2ed. Campus, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Chiavenato, I. 2010a. Gestão de Pessoas: o novo papel dos Recursos Humanos nas organizações. 3ed. Elsevier, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Chiavenato, I. 2010b. Iniciação à Administração de Recursos Humanos. 4ed. Manole, Barueri, SP, Brasil.

Churchill Junior, G.A.; Peter, J. P. 2012. Marketing: criando valor para os clientes. 3ed. Saraiva, São Paulo, SP, Brasil.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior [CAPES]. 1965. Definição dos Cursos de Pós-Graduação. Disponível em: <https://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Parecer_CESU_977_1965.doc.>. Acesso em: 27 jul. 2016.

Drucker. P.F. 2002. Introdução à Administração. Pioneira Thomson, São Paulo, SP, Brasil.

Dutra, J.S. 2002. A Gestão de Carreira. p. 99-114. In: Fleury, M.T.L. As Pessoas na Organização. 11ed. Editora Gente, São Paulo, SP, Brasil.

Giuliani, A.C. 2010. Perfil profissiográfico dos egressos do programa de Mestrado Profissional em Administração de uma instituição de ensino do interior do Estado de São Paulo. Rev. Adm. UFSM 3(1): 94-108. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/reaufsm/article/view/2242/1369>. Acesso em: 25 jul. 2016.

IECONOMICS. 2017. Brasil: taxa de desemprego. Disponível em: <http://pt.tradingeconomics.com/brazil/unemployment-rate>. Acesso em: 11 abr. 2017.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. 2017. Indicadores IBGE: contas nacionais trimestrais. Disponível em: <ftp://ftp.ibge.gov.br/Contas_Nacionais/Contas_Nacionais_Trimestrais/Fasciculo_Indicadores_IBGE/pib-vol-val_201701caderno.pdf>. Acesso em: 11 abr. 2017.

Kotler, P. Keller, K.L. 2012. Administração de Marketing. 14ed. Pearson Education do Brasil, São Paulo, SP, Brasil.

Lakatos, E.M.; Marconi, M.A. 2002. Técnicas de Pesquisa. 5ed. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Longenecker, J.G.; Moore, C.W.; Petty, J W. 1997. Administração de pequenas empresas: ênfase na gerência empresarial. Pearson Education do Brasil, São Paulo, SP, Brasil.

Martins, P.G.; Laugeni, F.P. 1999. Administração da Produção. Saraiva, São Paulo, SP, Brasil.

Masetto, M.T. 2003. Competência Pedagógica do Professor Universitário. Editora Sammus Editorial, São Paulo, SP, Brasil.

Maximiano, A.C.A. 2011. Teoria Geral da Administração: da revolução urbana à revolução digital. 6ed. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Rosa, L. 2013. A formação no ensino superior e o mercado de trabalho. Administradores. Disponível em: <http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/a-formacao-no-ensino-superior-e-o-mercado-de-trabalho/68762/>. Acesso em: 11 abr. 2017.

Senge, P.M. 2010. A Quinta Disciplina: arte e prática da organização que aprende. 26ed. Best Seller, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Slack, N.; Chambers, S.; Johnston, R. 2009. Administração da produção. 3ed. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Vazquez, J.L. 2015. Comércio exterior brasileiro. 11ed. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

31-08-2017

Como Citar

Stephanin, L., Camillo, J. F., & Cabana, L. (2017). Compatibilidade entre exigências do mercado industrial e desempenho dos alunos de administração. Revista IPecege, 3(3), 40–48. https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.3.40

Edição

Seção

Artigo Original - Educação