Viabilidade econômica da terceirização ou compra de frota de veículos para empresa de fertilizantes minerais

João Bosco Diniz, Michel Augusto Santana Paixão

Resumo


A redução dos custos operacionais de frotas de veículos rodoviários no Brasil, bem como a realização de investimentos nessa área, são de extrema importância para a competitividade das empresas do setor. O objetivo deste estudo foi realizar uma análise de dados comparativos entre os custos de uma frota própria de uma empresa de fertilizantes minerais com a opção de frota terceirizada, utilizando o método de Valor Presente Líquido [VPL], descrevendo os procedimentos, e analisando os resultados para verificar qual opção geraria mais lucro para a empresa, sendo a escolha por frota própria a mais lucrativa.


Palavras-chave


comparativo custos, comparativo rentabilidade, valor presente líquido

Texto completo:

PDF

Referências


Atkinson, A.A.; Banker, R.D.; Kaplan, R.S.; Young, M. 1997. Contabilidade Gerencial. Atlas, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Banco Central do Brasil [BCB]. 2016. Correção de valores. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2016.

Bodie, Z.; Merton, R.C. 1999. Finanças. Bookman, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Brito, F.S.; Duarte, J.M.; Soares, M.E.S. 2014. Terceirização da frota de veículos oficiais: a experiência Mineira com a locação de veículos administrativos, operacionais e de representação. In: VII Congresso CONSAD de Gestão Pública, Brasília, DF, Brasil. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2016.

Cervo, A.L.; Bervian, P.A. 2002. Metodologia científica. Prentice Hall, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo [Detran]. 2016. Taxas / IPVA / DPVAT. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2016.

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas [FIPE]. 2016. Preço médio de veículos. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2016.

Gitman, L.J. 1997. Princípios de Administração Financeira. Harbra-Harper & Row do Brasil, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. 2016. Indicadores de preços. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2016.

Lankford, W.M.; Parsa, F. 1999. Outsourcing: a primer. Management Decision 37(4): 310-316.

Receita Federal. 2016 a. Instrução Normativa SRF Nº 130, de 10 de novembro de 1999. Estabelece a taxa de depreciação para fins contábeis. Disponível em: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto=14884#795010. Acesso em: 07 nov. 2016.

Receita Federal. 2016 b. Instrução Normativa RFB nº 1585, de 31 de agosto de 2015. Dispõe sobre o imposto sobre a renda incidente sobre os rendimentos e ganhos líquidos auferidos nos mercados financeiro e de capitais. Disponível em: http://idg.receita.fazenda.gov.br/acesso-rapido/legislacao/legislacao-por-assunto/imposto-de-renda-pj. Acesso em: 07 nov. 2016.

Secretária de Estado de Fazenda. 2016. IPVA – Como se calcula o valor. Disponível em: http://www.fazenda.mg.gov.br/empresas/impostos/ipva/calculo.htm. Acesso em: 10 nov. 2016.

Schniederjans, M.J.; Schniederjans, A.M.; Schniederjans, D.G. 2015. Outsourcing and Insourcing in an International Context. Routledge, Nova Iorque, Nova Iorque, Estados Unidos da América.




DOI: https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.3.49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 João Bosco Diniz, Michel Augusto Santana da Paixão

Rev iPecege, Piracicaba, SP, Brasil. e-ISSN 2359-5078

 Licença Creative Commons Revista iPecege está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Indexadores e diretórios: