Diagnóstico das lavouras de arroz do Rio Grande do Sul: Safras 2004/2005 x 2014/2015

Mário Sérgio de Lima Azeredo, Flávio Carlos Dalchiavon

Resumo


Este trabalho avaliou os resultados financeiros e respectivas capacidades de investimentos de 1.217 lavouras de arroz irrigado, no sistema de cultivo mínimo, com participação simultânea nas safras 2004/05 e 2014/15 no estado do Rio Grande do Sul. Aplicou-se análise de sensibilidade, considerando diferentes cenários para os componentes dos custos variáveis, custos fixos desembolsáveis e comportamento da produtividade. Na análise de investimento, a safra 2004/05 apresentou resultado negativo no Valor Presente Líquido [VPL], em todas as simulações, e a safra 2014/15, com custo variável e despesas de custeio inferiores a 10%, e sem redução da produtividade em 5% ou mais, mas apresentou VPL positivo, por conseguinte, a Taxa Interna de Retorno [TIR] e o PayBack Descontado [PDB] foram favoráveis à aquisição de uma colhedora, objeto da análise para o Fluxo de Caixa Líquido [FCL] do investimento proposto.


Palavras-chave


custos, Oryza sativa, produtividade, rentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


Adami, A.C.O.; Miranda, S.H.G. 2011. Transmissão de preços e cointegração no mercado brasileiro de arroz. Revista de Economia e Sociologia Rural 49: 55-80.

Arbage, A.P. 2002. Análise de investimento do sistema de cultivo pré-germinado em relação ao cultivo convencional: um estudo de caso na Depressão Central do Rio Grande do Sul. Revista Eletrônica de Administração 8: 1-22.

Banco do Brasil S. A. [BB]. 2016. Simulador Finame Moderfrota. Disponível em: Acesso em: 10 nov. 2016.

Carlos, F.S.; Marcolin, E.; Fernandes, R.S.; Camargo, F.A. de O. 2015. Evolução da produtividade de arroz irrigado sob diferentes sistemas de manejo do solo por longo prazo. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2016.

Companhia Nacional de Abastecimento [CONAB]. 2016. Séries históricas de área plantada, produtividade e produção relativas ás safras 1976/77 a 2015/16 de grãos, 2001 a 2016 de café, 2005/06 a 216/17 de cana-de-açúcar. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2016.

Companhia Nacional de Abastecimento [CONAB]. 2010. Custos de produção agrícola: a metodologia da Conab. Disponível em: . Acesso em: 20. Ago. 2016.

Costa Neto, P.L. de O. 1977. Estatística. Editora Edgard Blücher, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Fundação Economia Estatística – RS [FEE]. 2016. Culturas temporárias – arroz. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2016.

Instituto Rio Grandense do Arroz [IRGA]. 2006. Censo da lavoura de arroz irrigado do Rio Grande do Sul – safra 2004/05. Disponível em: < http://www3.irga.rs.gov.br/uploads/anexos/1292592973censodg3.pdf>. Acesso em: 12 set. 2016.

Menezes, V.G.; Anghinoni, I.; Silva, P.R.F.; Macedo, V.R.M.; Grohs, D.S.; Freitas, T.F.S.; Valente, L.A.L. 2012. Projeto 10 - Estratégias de manejo para aumento da produtividade e da sustentabilidade da lavoura de arroz irrigado do RS: Avanços e novos desafios. IRGA. Cachoeirinha, Rio Grande do Sul, Brasil.

Instituto Rio Grandense do Arroz [IRGA]. 2016a. Safra 2014/15 – produção por município. Disponível em:< http://www.irga.rs.gov.br>. Acesso em: 10 ago. 2016.

Instituto Rio Grandense do Arroz [IRGA]. 2016b. Série histórica de preços do arroz em casca T1 – 58% inteiros. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2016.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada [IPEA]. 2016. Preços. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2016.

Kayser, V.H. 2016. Análise da safra 2015/16 no Rio Grande do Sul. Lavoura Arrozeira 64: 19-21.

Lazzari, M.R. 2005. Safra 2004/05 de grãos de verão do Rio Grande do Sul: produção e preços em baixa. Ind. Econ. FEE, Porto Alegre 33: 47- 64.

Lapponi, J.C. 2005. Estatística usando Excel. Editora Elsevier, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Lima, M.A.L.; Kodama, A.K.; Druciaki, F.P.; Piacenti, C.A. 2016. Análise Econométrica da Demanda de Arroz Importado do MERCOSUL entre 1997 a 2012. Revista Orbis Latina 6: 24-36.

Matsunaga, M.; Bemelmans, P.F.; Toledo, P.E.N.; Dulley, R.O.; Okawa, I.A. 1976. Metodologia de custo de produção utilizada pelo IEA. Agricultura em São Paulo.

Boletim Técnico do Instituto de Economia Agrícola. Ano XXII, Tomo I: 123-139.

Ministério da Indústria, Comércio e Serviços [MDIC]. 2016. Consulta Exportação – Importação, 1997 – 2016, NCM8 dígitos. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2016.

Mori, C.; Lanzer E.A. 2016. Identificação de potencialidades de redução de custos e impactos ambientais no cultivo do arroz. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2016.

Miranda, S.H.G.; Silva, G.S.; Motta, M.A.S.B.; Espósito, H. 2007. O sistema agroindustrial do arroz no Rio Grande do Sul. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2016.

Pelegrini, L.C.; Alfonso-Morel, D. 2003. O lucro na produção de arroz no sul do estado de Santa Catarina. Disponível em: . Acesso em: 25 out. 2016.

Santos, M.I.; Souza, R.S.; Wander, A.E.; Cunha, C.A. 2009. Estimação da equação da demanda brasileira por importação de arroz da Argentina. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2016.

Voichkoski, G.M.; Farago, F.E.; Oliveira, D.M. 2016. Correlação dos custos de produção de sete produtos brasileiros com a taxa selic no período 2006 – 2014. Disponível em: Acesso em: 10 nov. 2016.

Wander, A.E. 2006. A competitividade do agronegócio brasileiro de arroz. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2016.




DOI: https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.2.86

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Mário Sérgio de Lima Azeredo, Flávio Carlos Dalchiavon

Rev iPecege, Piracicaba, SP, Brasil. e-ISSN 2359-5078

 Licença Creative Commons Revista iPecege está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Indexadores e diretórios: