Economicidade da idade de reforma de canaviais

Júnio Gomes, Miklos Maximiliano Bajay

Resumo


A reforma de canaviais é, atualmente, uma decisão, fundamentalmente técnica, calcada na experiência de técnicos, sobretudo, no uso de importantes indicadores subsidiadores dessa tomada de decisão, para fins de obtenção de lucro e, portanto, é fundamental o uso de instrumentos de análise que possam auxiliar na gestão de projetos. Este trabalho teve por objetivo aplicar o uso de indicadores de análise econômica de projetos, avaliando os retornos financeiros de um ciclo do canavial, em diferentes estágios de corte, visando determinar o estágio de corte que oferecesse o ponto econômico mais adequado para a sua reforma e a possibilidade de indicar o seu uso como opção rápida, segura e prática na decisão de reforma do canavial. Alguns dados, indicadores de produção, definidos como premissas básicas, serviram para os cálculos do Valor Presente Líquido com datas diferentes [XVPL] e do Valor Presente Líquido Anual [VPLA] para um canavial da região tradicional do Centro-Sul do Brasil. O VPLA foi utilizado, por ser um método que compara projetos com períodos diferentes o que o fez relevante para solução do problema proposto neste trabalho. Após análise, sem variar os indicadores, verificou-se que a reforma do canavial pode ser feita no sétimo corte. Quando foi estudada a variação de diferentes indicadores de produção e cenários, em análise de sensibilidade, houve alternância do ponto econômico ideal para reforma, indicando, portanto, mudança do estágio de corte ideal de reforma, isso indica que a ferramenta é prática, flexível, podendo auxiliar e, ser indicada na tomada de decisão de reforma de canaviais pelos produtores e gestores do setor. 


Palavras-chave


análise econômica, cana de açúcar, estágio de corte, indicadores

Texto completo:

PDF

Referências


Assaf Neto, A. 1992. Os métodos quantitativos de análise de investimentos. Caderno de Estudos 6: 1-16.

Banco Central do Brasil [BACEN]. 2016. Taxa SELIC – Meta. Disponível em . Acesso em: 20 out. 2016.

Borba, M.M.Z.; Bazzo, A.M. 2009. Estudo econômico do ciclo produtivo da cana-de-açúcar para reforma de canavial, em área de fornecedor do Estado de São Paulo. In: 47º Congresso da SOBER, 2009, Porto Alegre. Anais do 47º Congresso da SOBER. Disponível em: . Acesso em: 21 set. 2016.

Cruz, M.R.O; Magalhães, M.M. 2013. Rotação de cultura e efeito sobre os custos na reforma de canavial na região da Alta Paulista. Fórum Ambiental da Alta Paulista 9: 92-109

Kuhnen, O.L.; Bauer, U.R. Matemática financeira aplicada e análise de investimentos. Atlas. São Paulo, São Paulo, Brasil.

Marim, W.C. Análise de alternativas de investimento: uma abordagem financeira. Atlas, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Mello, R.C. 2005. Influência do formato e velocidade da lâmina nas forças de corte para cana-de-açúcar. Acta Scientiarum 27: 661-665.

Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas, Departamento de Economia, Administração e Sociologia. [PECEGE]. 2015. Custos de produção de cana-de-açúcar, açúcar, etanol e bioeletricidade no Brasil: fechamento da safra 2014/2015 e acompanhamento da safra 2015/2016. Universidade de São Paulo, Piracicaba, São Paulo, Brasil.

Samanez, C.P. 2010. Matemática financeira: aplicações à análise e investimentos. 5ed. Pearson Education, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Souza, A. 2004. Decisões financeiras e análise de investimentos: fundamentos, técnicas e aplicações. 5ed. Atlas, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Souza, A.; Clemente, A. 2004. Decisões financeiras e análise de investimento. Atlas, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Veiga Filho, A.A. 2002. Quando reformar um canavial? Disponível em: Acesso em: 13 set. 2016.




DOI: https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.3.9

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Júnio Gomes, Miklos Maximiliano Bajay

Rev iPecege, Piracicaba, SP, Brasil. e-ISSN 2359-5078

 Licença Creative Commons Revista iPecege está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Indexadores e diretórios: