Análise dos fatores motivacionais das gerações baby boomers, X, Y e Z e as suas expectativas sobre carreira profissional.

Carolina Aude Fantini, Naiara Célida Dos Santos De Souza

Resumo


Atualmente o mercado de trabalho é composto por profissionais de diferentes faixas etárias convivendo juntos na mesma organização. Para estas diferentes faixas etárias nomeou “geração”, conceito que classifica o conjunto de indivíduos que nasceram em uma mesma época e que têm determinados comportamentos, valores e necessidades. Estas necessidades impactam na motivação e nas perspectivas que cada uma tem sobre seu futuro pessoal e profissional. O objetivo deste trabalho é entender fatores motivacionais que influenciam os trabalhadores de cada geração e verificar quais são as suas expectativas de carreira profissional. Utilizou a pesquisa de campo, com a elaboração de um questionário com questões fechadas de múltipla escolha e uma para comentários. O questionário foi enviado para cento e setenta e oito trabalhadores de diferentes faixas etárias, de algumas empresas na cidade de Bauru/SP. As considerações obtidas sobre a expectativa de carreira profissional foram que as gerações Baby boomers, X e Y em sua maioria querem construir uma carreira sólida na mesma empresa, optando pela estabilidade e fidelidade ao emprego. Já a geração Z, prefere a carreira sem fronteiras, motivados por fatores como a flexibilidade, autonomia e qualidade de vida. Além disso, os resultados apontam que os colaboradores de todas as gerações, em sua maioria, estão satisfeitos com seus empregos atuais e têm pensado no futuro, planejando suas carreiras profissionais. Outra discussão da pesquisa demonstrou que os fatores motivacionais de mais relevância para as gerações foram segurança financeira; qualidade de vida e flexibilidade no trabalho.

Palavras-chave


Geração Profissional; Gestão de Carreiras; Motivação

Texto completo:

PDF

Referências


Albuquerque, L.G. de; Leite, N.P. (Org). 2009. Gestão de pessoas: perspectivas estratégicas. São Paulo: Atlas, 2009. 208 p.

Almeida, M. de S. 2011. Elaboração de projeto, TCC, dissertação e tese: uma abordagem simples, prática e objetiva. São Paulo: Atlas. 80 p.

Arkin, H; Colton, R.R. Tables for statisticians. New York: Barnes & Noble, 1995.

Brito, M.P.V. de. 2013. As gerações boomer, baby boomer, x, y e z. Brasilianas.org. Disponível em Acesso em 01 set. 2014.

Chiavenato, I. 2009. Recursos humanos: o capital humano das organizações. 9.ed. Rio de Janeiro: Elsevier. 506 p.

______. 2010. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3.ed.Rio de janeiro: Elsevier, 2010. 579 p.

Conger, J. 1998. Quem é a geração X? HSM Management. 11:128-138.

Daft, R.L. 2010. Administração. São Paulo: Cengage Learning. 867 p.

Dutra, J.S. 2004. Competências: conceitos e instrumentos para gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas. 206 p.

Evans, P. 1996. Carreira, Sucesso e Qualidade de Vida. RAE-Revista de Administração de Empresas. 36 (3).

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. 2014. Cadastro central de empresas 2012. Disponível em: . Acesso em 17 out. 2014.

Lauer, C. 2014. Pesquisa: emprego novo e qualidade de vida são as principais expectativas dos profissionais para 2014. Portal Carreira & Sucesso. Disponível em: . Acesso em 02 out. 2014.

Macedo, G.B. 2009. Um misto de gerações com diferenciais e valores. Portal Rh.com.br. Disponível em:

Entrevista/6286/um-misto-de-geracoes-com-diferenciais-e-valores.html>. Acesso em 26 de ago. 2014.

Oliveira, S. 2012. Jovens para sempre: como entender os conflitos de gerações. São Paulo: Integrare Editora. 128 p.

Ulrich, D. (Org.) 2000. Recursos humanos estratégicos: novas perspectivas para os profissionais de Rh. São Paulo: Futura. 379 p.

Universidades. 2014. Prefeitura municipal de Bauru. Disponível em: . Acesso em 05 out. 2014.




DOI: https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2015.3-4.126

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Carolina Aude Fantini, Naiara Célida Dos Santos De Souza

Rev iPecege, Piracicaba, SP, Brasil. e-ISSN 2359-5078

 Licença Creative Commons Revista iPecege está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Indexadores e diretórios: