Diagnóstico da evasão em cursos de educação profissional por intermédio do Projeto Político Pedagógico

Palavras-chave: alunos evadidos, permanência na escola, gestão escolar, resgate do aluno

Resumo

Abandonar a própria qualificação profissional é acabar com perspectivas de inserção no mercado de trabalho ou ainda interromper o próprio crescimento profissional. Diagnosticar e combater a evasão são ações que requerem a participação de todos os agentes escolares. Tendo em vista esse pressuposto, o objetivo deste trabalho consistiu na elaboração, por meio do Projeto Político Pedagógico, de ferramentas auxiliadoras que possam estimular a permanência dos alunos em uma instituição que promove cursos de capacitação profissional. Por intermédio de revisões bibliográficas e de aplicação de questionários com alunos que solicitaram o cancelamento de sua matrícula, bem como com docentes, coordenação e supervisão escolar, foi possível estabelecer alguns dos fatores preponderantes que estão relacionados à evasão escolar da instituição de ensino foco da pesquisa. Os resultados indicam que aproximadamente 50% dos alunos que se matriculam no ensino profissional realizaram o cancelamento de sua matrícula, justificado por dois tipos de fatores, internos e externos à escola, mas que em ambos os motivos se constatou que o colégio pode contribuir na promoção de meios que efetivem a profissionalização e conclusão do aluno no curso escolhido. O estreitamento de relações entre educandos e agentes escolares, priorizando o diálogo e estabelecendo estruturas favoráveis a permanência do aluno, é um dos conceitos básicos do Projeto Político Pedagógico, que elaborado coletivamente, resulta em uma escola colaborativa e acessível à comunidade, diminuindo assim a evasão dos alunos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. 1969. Lei n. 1044, de 21 de outubro de 1969. Dispõe sobre tratamento excepcional para os alunos portadores das afecções que indica. Disponível em: <http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del1044.htm>. Acesso em: 24 fev. 2018.

Brasil. 1975. Lei n. 6202, de 17 de abril de 1975. Atribui à estudante em estado de gestação o regime de exercícios domiciliares instituído pelo Decreto-lei n. 1044, de 1969, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/leis/1970-1979/l6202.htm>. Acesso em: 24 fev. 2018.

Brasil. 1990. Lei n. 8069, de 13 de julho de 1990. Dispões sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/leis/l8069.htm>. Acesso em: 2 fev. 2018. Brasil. 1996. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 3 dez. 2017.

Brasil. 2003. Lei n. 10741, de 1º de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ leis/2003/l10.741.htm>. Acesso em: 2 fev. 2018.

Campos, R.K.N.; Santana, G.C. 2013. Fatores e motivos da evasão escolar no curso técnico subsequente de manutenção e suporte em informática do IFS – Campus Itabaiana. In: XI Congresso Nacional de Educação - Educere, 2013, Curitiba, PR, Brasil. 3260-3270. Disponível em: <http://educere.bruc.

com.br/arquivo/pdf2013/8938_5032.pdf>. Acesso em: 5 dez. 2017.

Cravo, A.C. 2012. Análise das causas da evasão escolar do curso técnico de informática em uma faculdade de tecnologia de Florianópolis. Revista GUAL 5(5): 238-250.

Gerhardt, T.E.; Silveira, D.T. (orgs). 2009. Métodos de pesquisa. Editora da UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil. Meira, C.A. 2015. A evasão escolar no ensino técnico profissionalizante: um estudo de caso no campus Cariacica do Instituto Federal do Espírito Santo. Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES, Brasil. Disponível em: <http://portais4. ufes.br/posgrad/teses/tese_9068_Disserta%E7%E3o%20 Final%20-%20Cristiane%20Meira.pdf>. Acesso em 31 mar. 2018.

Menezes, E.T.; Santos, T.H. 2001. Verbete evasão escolar. Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: <http://www. educabrasil.com.br/evasao-escolar/>. Acesso em: 25 jan. 2018.

Pimenta, S.G. 1993. Questões sobre a organização do trabalho na escola. Ideias 16: 78-83. Queiroz, L.D. 2002. Um estudo sobre a evasão escolar: Para se pensar a inclusão social. In: 25ª Reunião anual da Anped 1: 1-18. Disponível em: <http://www.seduc.go.gov.br/ imprensa/documentos/Arquivos/15%20-%20Manual%20 de%20Gest%C3%A3o%20Pedag%C3%B3gico%20e%20 Administrativo/2.10%20Combate%20%C3%A0%20 evas%C3%A3o/UM%20ESTUDO%20SOBRE%20A%20 EVAS%C3%83O%20ESCOLAR%20-%20PARA%20 PENSAR%20NA%20EVAS%C3%83O%20ESCOLAR. pdf>. Acesso em 8 fev. 2018.

Veiga, I.P.A. 2011. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. p. 11-35. In: Santiago, A. R. F.; Bussmann, A. C.; Neves, C. M. C.; Falkembach, E. M. F.; Veiga, I. P. A.; Resende, L. M. G.; Marques, M. O.; Zasso, S. M. B. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 29. Papirus, Campinas, SP, Brasil.

Vieira, A.B.D.P; Souza Junior, A. 2016. A Educação Profissional no Brasil. Interacções 12(40): 152-169. Disponível em: <http://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/ viewFile/10691/7655>. Acesso em: 26 jul. 2018.

Publicado
22-03-2019
Como Citar
Deganut, R., & da Silva, T. (2019). Diagnóstico da evasão em cursos de educação profissional por intermédio do Projeto Político Pedagógico. Revista IPecege, 5(1), 24-33. https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2019.5.24
Seção
Artigo Original - Educação