Influência da produtividade da cana-de-açúcar no custo do corte mecanizado

Autores

  • Kamyro Jorge José Zaccaria Bastos
  • Marcos Guimarães de Andrade Landell
  • Elisângela de Souza Miranda Doutora em Ciências na área de Microbiologia Agrícola no departamento de Química. Atualmente professora substituta na UFGD. http://orcid.org/0000-0001-8245-1750

DOI:

https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2016.4.42

Palavras-chave:

colheita mecanizada, rendimento, Saccharum spp

Resumo

A cultura da cana-de-açúcar possui grande relevância dentro do agronegócio nacional. Na safra 2014/2015, o Brasil produziu 634,8 milhões de toneladas em um pouco mais de nove milhões de hectares cultivados principalmente nos Estados de São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul, gerando grande quantidade de empregos diretos e indiretos. No processo de produção da cana a colheita destaca-se pelos altos custos, representando aproximadamente 35% do custo total de produção, sendo que o corte mecanizado é responável por 53% desta parcela. A definição deste custo é consequência de algumas variáveis, mas principalmente influenciado pela produtividade agrícola, já que o rendimento de colheita do equipamento depende basicamente da relação entre velocidade de colheita e produtividade do canavial. Neste contexto, objetivou-se avaliar a influência da produtividade agrícola no custo do corte mecanizado da cultura em uma unidade agroindustrial localizada no estado de Goiás. Constatou-se que o aumento de produtividade foi fundamental para o aumento no rendimento de colheita, reduzindo os custos deste processo. Conclui-se que quanto maior a produtividade agrícola, menor o custo do corte mecanizado, em função da necessidade de menor utilização da quantidade de horas de colhedoras para realizar o corte mecanizado da área estudada, que foi de 21.496 ha. O custo do corte mecanizado foi reduzido em 27,9% devido ao aumento de 31,09% da produtividade agrícola. A redução do custo foi de 2,88 milhões de reais no período estudado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB). 2014. Cana-de-Açúcar: Safra 2014/2015. Disponível em:

<http://www.conab.gov.br/conabweb/download/safra/1_levantamento1415_mai2008.pdf> Acesso em: 16 jun. 2015.

Instituto de Desenvolvimento Agroindustrial (IDEA). 2008.Transporte de cana de alto desempenho. Disponível em: <http://www.ideaonline.com.br/ideanews/> Acesso em: 05 jan. 2015.

Silva, J. G. 2002. Política para o setor sucroalcooleiro frente à crise: uma proposta alternativa para o Estado de São Paulo. Disponível em: <http://www.pt.org.br/site/assets/politica_setor_sucroalcooleiro.pdf.> Acesso

em:12 ago. 2015.

Scopinho, R. A.; Eid, F. V.; Freitas, C. E.; Silva, P. R. C. 1999. Novas tecnologias e saúde do trabalhador: a mecanização do corte da cana-de-açúcar. Cadernos de Saúde Pública 15(1): 147-161.

União dos produtores de bioenergia [UDOP]. 2016. Como está a produtividade média de seus canaviais? Pesquisa quer apurar resultados. Disponível em: http://www.udop.com.br/index.php?item=noticias&cod=1136808> Acesso em: 05 ago. 2016.

Veiga Filho, A. 1999. Estudo do processo de mecanização do corte na cana-de-açúcar: o caso do Estado de São Paulo, Brasil. Recitec 3(1): 74-99.

Vieira, G.; Simon, E. 2005. Possíveis impactos da mecanização no corte de cana-de-açúcar em conseqüência da eliminação gradativa da queima da palha. In: XLIII Congresso Brasileiro De Economia E Sociologia Rural, 2005, Ribeirão Preto. Anais do XLIII Congresso Brasileiro De Economia E Sociologia Rural. p. 1-9.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

25-10-2016

Como Citar

Bastos, K. J. J. Z., Landell, M. G. de A., & Miranda, E. de S. (2016). Influência da produtividade da cana-de-açúcar no custo do corte mecanizado. Revista IPecege, 2(4), 42–59. https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2016.4.42

Edição

Seção

Artigo Original - Agronegócio