Custo e análise de sensibilidade na produção de silagem

Palavras-chave: conservação de forragem, nutrição de ruminantes, pecuária

Resumo

Para que o produtor possa optar por alternativas corretas entre as diferentes fontes de forragem, é necessário conhecer o custo de produção bem como os fatores que mais impactam na formação do custo. Assim, objetivou-se fazer o levantamento de custo de produção, do impacto econômico e das perdas na produtividade da silagem de milho. Para tanto, utilizou-se de sete sistemas de produção de silagem localizados no estado de São Paulo e 11 sistemas no estado de Minas Gerais. O período de coleta de dados foi de setembro de 2015 a maio de 2016. O custo operacional efetivo foi composto pelas despesas com análise de solo, calcário, óleo diesel, fertilizantes, sementes, herbicidas/inseticidas, lona plástica, inoculantes e despesas diversas. O custo total de produção da silagem de milho na safra 15/16 foi de R$ 317,30 por tonelada de matéria seca ou R$ 104,71 por tonelada de matéria verde. Os insumos (sementes, fertilizantes e defensivos) foram os itens de maior representatividade no custo, seguido pela colheita e ensilagem, plantio e tratos culturais e preparo de solo. A análise de sensibilidade mostrou que o custo foi 1,92 vezes maior considerando as diferentes produtividades e percentuais de perda, sendo o menor custo R$ 81,57 e o maior R$ 157,32. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Glauber dos Santos, Instituto Pecege
Glauber dos Santos formou-se em 2008 em Zootecnia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), onde também concluiu seu mestrado em Ciências Veterinárias. Fez doutorado em Ciências Animal e Pastagens pela Universidade de São Paulo – USP/Esalq, Piracicaba. Atualmente é pesquisador associado do Instituto Pecege, assistente de coordenação do MBA em Gestão de Projetos USP/ESALQ e coordenador do Boletim da Forragem. Trabalhou durante 2 anos como consultor técnico na área de gestão financeira em propriedades leiteira e por 1 ano foi gerente de uma fazenda produtora de leite, na região de Lavras. Tem experiência dentro da zootecnia na área de bovinos de leite, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão da criação de bezerras, Gestão Integrada de Bovinos Leiteiro (planejamento de rebanhos, custo de produção e análise de rentabilidade) e Produção de bovinos leiteiro. É autor de diversos artigos científicos, boletins técnicos e um capítulo de livro. Contribuiu na condução de vários experimentos em nutrição de ruminantes, junto com o núcleo de estudo Grupo do Leite - UFLA.

Referências

Allen, M.S.; Coors, J.G.; Roth, G.W. 2003. Corn Silage. p. 547-608. In: Buxton, D.R.; Muck, R.E.; Harisson, J.H. Silage science and technology. American Society of Agronomy. Madison, Wisconsin, USA.

Borreani, G.; Tabacco, E. 2010. The relationship of silage temperature with the microbiological status of the face of corn silage bunkers. Journal of Dairy Science 93: 2620-2629.

Daniel, J.L.P.; Zopollatto, M.; Nussio, L.G. A escolha do volumoso suplementar na dieta de ruminantes. 2011. Revista Brasileira de Zootecnia 40: 261-269.

Der Bedrosian, M.C.; Nestor Junior, K.E.; Kung, L. 2012. The effects of hybrid, maturity, and length of storage on the composition and nutritive value of corn silage. Journal of Dairy Science 95: 5115-5126.

Johnson, L.; Harrison, J.H.; Hunt, C. 1999. Nutritive value of corn silage as affected by maturity and mechanical processing: a contemporary review. Journal of Dairy Science 82: 2813-2825.

Lopes, M.A.; Lima, A.L.R.; Carvalho, F.M. 2004. Controle gerencial e estudo da rentabilidade de sistemas de produção de leite na região de Lavras (MG). Ciência e Agrotecnologia 28 (4): 234-47.

Matsunaga, M.; Bemelmans, P.F.; Toledo, P.E.N. 1976. Metodologia de custo de produção utilizado pelo IEA. Agricultura em São Paulo. 23 (1): 123-139 (Boletim Técnico).

Muck, R.E. 1988. Factors influencing silage quality and their implications for management. Journal of Dairy Science 71: 2992-3002.

Pereira M.N., Von Pinho R.G., Bruno R.G.S.; Calestine G.A. 2004. Ruminal degradability of hard or soft texture corn grain at three maturity stages. Scientia Agricola, 61: 358-363.

Pimentel, J.J.O.; Silva, J.F.C.; Valadares Filho, S.C. 1998. Efeito da suplementação proteica no valor nutritivo de silagens de milho e sorgo. Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia 27: 1042-1049.

Publicado
16-02-2017
Como Citar
dos Santos, G., de Moraes, J., & Nussio, L. (2017). Custo e análise de sensibilidade na produção de silagem. Revista IPecege, 3(1), 39-48. https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.1.39
Seção
Artigo Original - Agronegócio