Indicadores de sustentabilidade geram planos de melhorias em propriedade rural

  • Tulio Ibanez Nunes Rio Corrente Agropastoril SA – Sócio Proprietário – Rua Vivaldo Guimarães, 15-55, sexto andar conj. 61 – CEP 17012-120 – Bauru (SP), Brasil
  • Daiane Aparecida Fausto Instituto Pecege – Associada profissional - Rua Alexandre Herculano, 120 Sala T6 – CEP 13418-445 – Piracicaba (SP), Brasil
Palavras-chave: APOIA-NovoRural, Cerrado, PDCA, Pecuária de Corte, Silvipastoril

Resumo

O diagnóstico de sustentabilidade de uma propriedade deve seguir um conjunto de métodos bem definidos e padronizados para que esta avaliação seja completa e válida. O objetivo do trabalho foi realizar um diagnóstico utilizando o programa de Avaliação Ponderada de Impacto Ambiental de Atividades do Novo Rural [APOIA-NovoRural], ferramenta desenvolvida pela Embrapa. Além de fazer o diagnóstico detalhado das dimensões da sustentabilidade também foram propostas melhorias nos pontos fracos identificados pelo método. A identificação dos pontos fracos está diretamente associada a baixos escores no método APOIA-NovoRural. Uma análise detalhada das causas de baixos escores foi realizada e posteriormente foram identificadas possíveis melhorias. Sistemas de produção integrados como: integração lavoura pecuária, integração lavoura pecuária floresta e Silvipastoril foram analisados e serviram de base para proposta de aumento da sustentabilidade nas dimensões ambiental e econômica. Na dimensão social, um estudo de melhoria de condições de saúde dos colaboradores foi apresentado. Um plano de melhoria tipo Plan, Do, Check, Action [PDCA] foi construído para implementação de um sistema silvipastoril, e um para a área de saúde ocupacional. Na análise de sustentabilidade, realizada pelo programa APOIA-NovoRural, foi possível identificar os pontos fracos e com a implantação de ciclos PDCA ter um sistema de melhoria contínua. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alves, F.V.; Almeida, R.G.; Laura, V.A. 2015. Carne Carbono Neutro: um novo conceito para a carne sustentável produzida nos trópicos (Documentos 210). Embrapa Gado de Corte, Brasília, DF, Brasil.

Basu, R. 2004. Implementing Quality – A Practical Guide to Tools and Techniques, Thomson Learning, London.

Campos, V. F. 2004. Controle da Qualidade Total (no estilo japonês). 8ª edição. INDG Tecnologia e Serviço, Nova Lima, MG, Brasil.

Carvalho, T. B. de; De Zen, S. 2017. A cadeia de Pecuária de Corte no Brasil: evolução e tendências. Revista iPecege 3(1):85-99.

Girardin, P.; Bockstaller, C.; Van Der Werf, H. 1999. Indicators: tools to evaluate the environmental impacts of farming systems. Journal of Sustainable Agriculture 13 (4): 5-21.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. 2013. Produção da Pecuária Municipal. Prod. Rio de Janeiro: IBGE. 41: 1-108.

Kuzma, E. L.; Doliveira, S. L. D.; Atamanczuk, M. J.; Cardoso, A.A. 2015. O Perfil Financeiro das empresas Aderentes e Não Aderentes ao Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBOVESPA. Organizações e Sustentabilidade, 3 (1): 47-78.

Marion, J.C.; Santos, G. J. dos 1993. Administração de Custos na Agropecuária. Atlas, São Paulo, SP, Brasil.

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação [MCTI]. 2010. Segunda Comunicação Nacional do Brasil à convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima. Brasília, DF, Brasil.

Peters, T. 1998. O círculo da inovação. Harbra, São Paulo, SP, Brasil.

Silva, V.P. da. 2010. Arborização de pastagens com espécies florestais madeireiras: implantação e manejo. Embrapa Florestas, Colombo, PR, Brasil.

Rodrigues, G.S.; Campanhola, C. 2003. Sistema integrado de avaliação de impacto ambiental aplicado a atividades do novo rural. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília 38 (4): 445-451.

Rodrigues, G.S.; Rodrigues, I.A.; Buschinelli, C.C.A.; Barros, I. 2010. Integrated farm sustainability assessment for the environmental management of rural activities. Environmental Impact Assessment Review 30 (4): 229-239.

Santos, S. da S.; Grzebieluckas, C. 2014. Sistema silvipastoril com eucalipto e pecuária de corte: uma análise de viabilidade econômica em uma propriedade rural em Mato Grosso/Brasil. Custos e @gronegócio 10 (3): 317-333.

Simões, A.R.P.; Moura, A.D. 2006. Análise de risco do desempenho econômico de um sistema de recria de gado de corte em regime de pastejo rotacionado. Revista de Economia e Agronegócio 4 (1): 75-98.

Soković, M; Jovanović, J; Krivokapić, Z.; Vujović, A. 2009. Basic Quality Tools in Continuous Improvement Process. Journal of Mechanical Engineering 55 (5): 1-9.

Stachetti, G.R. 2003. Avaliação de impacto de atividades em estabelecimentos familiares do novo rural. Embrapa Meio Ambiente, Jaguariúna, SP, Brasil.

Publicado
12-12-2017
Como Citar
Nunes, T., & Fausto, D. (2017). Indicadores de sustentabilidade geram planos de melhorias em propriedade rural. Revista IPecege, 3(4), 57-65. https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.4.57
Seção
Artigo Original - Gestão de Negócios